Melbourne e Sydney entre as 10 mais seguras do mundo.

Sydney, ocupando a sexta posição.

Sydney, ocupando a sexta posição.

Ah! Sério?! Acho que pelo menos uma vez por mês eu faço uma postagem ou outra de alguma cidade australiana (Melbourne, sempre no meio) que ficou no Top 10 entre os mais diversos rankings, espalhados aí pelo mundo. Pois é, o novo ranking da vez é o das 10 cidades mais seguras do mundo.

E quem acabou aparecendo mais uma vez foi Sydney, ocupando a sexta posição e Melbourne, logo atrás na nona posição.

The Economist’s Safe Cities Index, da revista The Economist, avaliou 50 cidades segundo 40 categorias, entretanto as principais foram Segurança Digital, Segurança de Saúde, Segurança em Infraestrutura e Segurança Pessoal. 

Melbourne, ocupando a nona posição.

Melbourne, ocupando a nona posição.

Ricas cidades asiáticas como Tóquio e Cingapura estão no topo da lista, contudo apenas Japão e Austrália pontuam a lista com não uma, mas DUAS cidades no Top 10.

Veja a lista completa:
1. Tóquio – Japão

2. Cingapura – Cingapura

3. Osaka – Japão

4. Estocolmo – Suécia

5. Amsterdã – Holanda

6. Sydney – Austrália

7. Zurique – Suíca

8. Toronto – Candá

9. Melbourne – Austrália

10. Nova Iorque – Estados Unidos

Logo logo eu apareço de novo pra postar algum outro ranking por aí…

#PARTIUAUSTRÁLIA

5 termos que provavelmente você já procurou até chegar aqui!

Bom, esse post vai ser um pouco diferente dos outros. Sempre recebo comentários legais e sugestões de posts para o blog, mas dessa vez resolvi fazer diferente. Acontece que é possível acompanhar pelo ´painel de controle´do wordpress o que as pessoas estão pesquisando nos buscadores (google, é o mais famoso deles) até chegar aqui no meu blog.

Gosto sempre de acompanhar essas estatísticas e baseado nelas procuro criar conteúdo para o blog. Dessa vez o post de hoje vai ser inteiro dedicado à você que provavelmente chegou aqui por esses buscadores. Resolvi selecionar os 5 termos mais procurados e tentar responder aqui. Creio que isso facilitará a vida de outras pessoas também. Posso dizer na verdade que esse é um Post-Resumo do que já tive de bom por aqui.

Então vamos à eles:

1. ‘WILD LIFE’ Austrália

CLICHÊ! Veio para a Austráia tem que tirar foto com Koalas e Cangurús!  Foto tirada no Ballarat Park. Apesar de não estar com barba, eu simplesmente gosto muito dessa foto.

CLICHÊ! Veio para a Austráia tem que tirar foto com Koalas e Cangurús! Foto tirada no Ballarat Park.
Apesar de não estar com barba, eu simplesmente gosto muito dessa foto.

Sim! Aqui é o paraíso pra quem gosta de vida selvagem. Possivelmente você vai encontrar de tudo aqui, os animais aqui podem ser desde lindas cacatuas até mortais crocodilos de água salgada e doce sem contar as pequenas criaturas mortais como aranhas e águas vivas. É claro que não podemos esquecer das fotos com os famosos Koalas, Cangurús, Wombat e Mombats que você pode tirar nos parques espalhados pela Austrália. Se você quiser saber mais aqui vai uma lista com as principais postagens:

Animais na Austrália (separados por categorias)

Top 10 Animais mais Perigosos da Austrália

Wild Life Experience – Ballarat Park

Removendo Aranhas do seu quarto

Parques Victoria (site da instituição que cuida de todos os parques com listas e dicas de onde ir).

2. Bicicleta Melbourne

St. Kilda Road - Ciclovias sempre bem sinalizadas e respeito pelos ciclistas por parte dos motoristas.

St. Kilda Road – Ciclovias sempre bem sinalizadas e respeito pelos ciclistas por parte dos motoristas.

Melbourne é conhecida pelo incentivo ao esporte, energia limpa e por seus investimentos nesse meio de transporte alternativo que é andar de bicicleta. Sim, é possível ir para a faculdade, emprego ou cruzar toda a cidade por meio de ciclovias. Algumas cortam a cidade de norte a sul, outras você simplesmente pode utilizar o metrô para chegar até elas sem problema algum.

Aqui tem um post especial sobre isso que publiquei logo no começo do meu intercâmbio:

Guia para Ciclistas – Melbourne

3. Curiosidades

Pra mim, o maior choque foi me deparar com o inglês diferente do inglês! Aussies e seus slangs! Simplesmente divertido!

Pra mim, o maior choque foi me deparar com o inglês diferente do inglês! Aussies e seus slangs! Simplesmente divertido!

Caraca! Isso é o que mais tem que fica até difícil eu ficar falando uma por uma. Da mesma maneira que os australianos levam uma vida mais leve e relaxada eles também tem suas excentricidades que vão desde leis bizarras até o modo de vestir, comer e beber. Comer carne de cangurú, dar nome diferente para marcas conhecidas, ter um lago rosa ou até mesmo pagar por doação de esperma, é algo que você pode acompanhar nas matérias abaixo:

50 Fatos interessantes (ou não) sobre a Austrália

O Inglês Australiano

10 motivos para se mudar para Austrália

Doação de Esperma

Marcas Australianas

Lago Rosa – Pink Lake ou Salted Water Lake

10 Fatos sobre a Carne de Cangurú

Bizarras Leis Australianas

Burger King x Hungry Jack´s

4.  Melbourne

Região próxima ao Yarra River, todos os dias de hora em hora um show com fogos marca acontece de hora em hora próximo ao rio.  E sim! Ela é tudo isso, mesmo!!!

Região próxima ao Yarra River, todos os dias de hora em hora um show com fogos marca acontece de hora em hora próximo ao rio.
E sim! Ela é tudo isso, mesmo!!!

Esse é o quarto ítem e não menos importante ítem pesquisado aqui no blog. Se você pesquisou por Melbourne até chegar aqui, certamente começou bem certo! Não por ser a cidade mais linda do mundo (pra mim é, e pronto!) mas porquê ela também é a melhor cidade pra se viver, é a capital mundial da cultura, investe altamente em transporte, esportes, educação, etc.. Não me canso de citar motivos e motivos sobre essa cidade que me adotou e não me canso também de ter ótimas impressões sobre ela. Aqui vão os posts:

Meus primeiros dias em Melbourne

Turistando Low Cost 1

Turistando Low Cost 2

Melbourne é a melhor cidade para se viver e Damasco, a pior, diz estudo.

O Mundo, segundo os Brasileiros. MELBOURNE.

Fatos interessantes sobre Melbourne

Custo de Vida

E o bicho me mordeu de novo

Top 5 noites de Sexta

Melbourne é a cidade mais habitável do mundo, mais uma vez.

5. Hillsong Melbourne

Culto de Domingo no Athaenum Theatre.

Culto de Domingo no Athaenum Theatre.

Obrigado por que mesmo pesquisando por ‘RioSong’, ‘Riussong’, ‘Hellsong’ ou ‘RioSom’ você chegou aqui!!!! Yes!!!! Sempre tive uma raiz cristã e cresci embalado pelas músicas da Hillsong, principalmente Hillsong United. A sede da Hillsong é em Sydney mas nem por isso Melbourne perde em relação à isso.

A Hillsong Melbourne está dividia em 3 campus:
– City Campus: Athaenum Theatre na 188 Collins St. no CBD.

– East Capus: 32 Stud Rd, Bayswater

– West Campus: 90 Mitchell St, Maidstone

Além disso você pode se informar e ir até a célula de relacionamento mais próxima, conhecida também como ‘Connection Group’.

Cristão ou não, não importa sua religão, visite pelo menos uma vez, os cultos na verdade são como super-produções e são espetáculos à parte de tudo o que você já viu.

Bom por hoje é só!

#partiuAustrália

10 fatos que você não sabia sobre a Carne de Cangurú!

kangaroomuscles

Quem me conhece sabe que já fui obeso mórbido e que além das viagens tenho uma outra paixão: a corrida, gym e treinamentos físicos como as aulas de cardio da Les Mills (Body Pump, Attack, CxWorxs, Combat, etc.. ).

Pois bem, é sabido (e muito bem sabido) que quem faz intercâmbio come mau, não consegue praticar exercícios e acaba ganhando aqueles kg´s extras, conheço vários exemplos. Decidi que comigo seria diferente, não abri mão dos exercícios e de uma boa alimentação.

Diante disso, estava eu no meu último Fitness Assessment (avaliação física e nutricional) na academia onde pratico isso tudo e no final da conversa veio uma orientação um tanto peculiar:

“Ivan, você tem comido carne de cangurú?” – Educador Físico
“Não!” – respondi com convicção.
-Pois bem, inclua carne de cangurú a sua dieta! Já! É a carne com maior índice protéico e vai ajudar muito você no seu programa. Ah, esqueci de falar que você pode comer hamburguers, salsichas e outros embutidos tranquilamente, contanto que seja de cangurú, ok!? ” – Educador Físico convícto!

Sempre via carne de cangurú no mercado mas nunca tive coragem de comer, garanto que agora tenho olhado para ela com outros olhos, vamos então aos fatos:

1. É uma excelente fonte de proteína de alta qualidade.
Quando se trata de proteínas de alta qualidade, a carne de canguru vai para o topo da lista:  150g de carne canguru fornece a um adulto médio 66% de sua proteína diária.

2. É de baixo teor em gordura (menos de 2% de gordura).
Fato, com menos de 2% de gordura, a carne de canguru é uma carne campeã. Mesmo quando comparadas com outras carnes magras como carne de cordeiro magro ou peito de frango sem pele, a carne de canguru triunfa! Além disso a carne contém baixos níveis de gorduras saturadas.

3. É uma fonte de amigável de Omega 3.
A maioria das pessoas associam o Omega 3 somente aos peixes. Uma grande surpresa é que a carne de canguru é também uma rica fonte de Omega 3, as gorduras poliinsaturadas amigas do coração. Certificando isso aqui na Australia, as carnes de canguru tem o “tick” da National Heart Foundation.

4. Ele contém CLA (Conjugated linoleic acids – Acido Linoleico Conjugado), que possui propriedades antioxidantes e pode ajudar a reduzir a gordura corporal em humanos.
O CLA é uma gordura “desejável” encontrado na carne de canguru, que merece uma atenção especial. uma pesquisa feita na Austrália mostrou que o CLA tem propriedades antioxidantes e pode ajudar a reduzir a gordura corporal em humanos, o que é uma boa notícia para aqueles que estão querendo reduzir a cintura.

kangaroomeat

Carne de Cangurú vendida nos mercados.

5. Ferro 
A carne de canguru é uma fonte particularmente rica em ferro. Na verdade, 150g desta carne pode  fornecer até 41% da ingestão diária recomendada de ferro. Em outras palavras, mais da metade das necessidades diárias de ferro de um adulto médio serão atendidas quando se desfruta de 150g de carne de canguru.

6. Zinco
O zinco é essencial para o crescimento, cicatrização de feridas e para o sistema imunológico A boa notícia é a carne de canguru é uma boa fonte deste importante mineral. 150g servir de carne de canguru pode fornecer mais de um quarto (28%) da ingestão diária recomendada de zinco.

7. Fonte de várias vitaminas do grupo B
Fonte importante de várias vitaminas do grupo B, ou seja, riboflavina, niacina, vitamina B6 e vitamina B12,  150g de carne de cangurú pode fornecer:  36% da ingestão diária recomendada (IDR) para riboflavina envolvida na produção de energia e suporte para aa visão e pele; 63% da IDR para niacina que ajuda a liberar energia a partir dos carboidratos e gorduras e também dá suporte aos sistemas digestivo e nervoso; 80% da IDR para vitamina B6 que é necessária para o metabolismo de proteínas e ajuda também a na produção de células vermelhas do sangue e regula certos hormônios e por fim mais de 100% de IDR para a vitamina B12 que ajuda a quebrar as gorduras e proteínas para produzir energia e também desempenha um papel na produção de células vermelhas do sangue e ajudam a manter as funções normais do sistema nervoso.

8.  Propriedades Anti-Cancerígenas e Anti-Diabéticas
as altas concentrações de ácido linoléico conjugado incluem propriedades anti-cancerígenas e anti-diabetes além de reduzir a obesidade e aterosclerose e tem sido muito difundida por vários atletas que participam de competições como Iron Man e BodyBuilding.

9. Maciez
Ela também é uma carne macia de textura fina e pouco tecido conjuntivo (colágeno). Há controversias, creio que tudo dependerá da preparação já ouvi comentários que ela é macia mas também que é tão dura quanto uma sola de sapato.

1o. São produzidas a partir de animais selvagens.
Aqui na Austrália o estímulo da carne de cangurú é estimulado pois eles são considerados como pragas destruindo fazendas e plantações, acredita-se que a população de cangurús chega perto dos 50 milhões contra os 22 milhões de habitantes no país. o Canguru Aussie é uma máquina de combate magra. Estes animais são super ativos e pastam na vegetação natural, que produz uma carne de caça magra de alta qualidade.

Se ela vai me ajudar em alguma coisa, não sei! Mas vou experientar… E vai ser Já!

Partiu Mercad.. Ops!

PartiuAustrália!

Referências:
1. Macro Meats independent nutritional analysis, performed by AgriQuality, July 2006.
2. NUTTAB, 2006 (and MLA ‘Nutrient Composition Data’ for trans fatty acids).
3. Foods Standards Code 1.2.8. Protein reference value for percentage Daily Intakes. Food Standards Australia New Zealand. Sourced Jan, 2009.
4. Department of Health and Ageing. Nutrient Reference Values for Australia and New Zealand. Executive Summary. Canberra: Commonwealth of Australia, 2006.
5. Whigham LD, Watras AC and Schoeller DA. Efficacy on conjucated linoleic acid for reducing fat mass: a meta-analysis in humans’. American Journal of Clinical Nutrition, May 2007; Vol 85, No 5, 1203-1211.
6. CSIRO Livestock Industries, Media Release: Kangaroo meat – health secret revealed. http://www.csiro.au/files/mediarelease/mr2004/kangaroofat.htm
7. Rural Industries Research and Development Corporation. Nutritional Composition of Kangaroo Meat – Fat Content and Lipid Composition, Nov 2008. (RIRDC Publication No. 08/142).
8. Droulez V, Williams P, Levy G et al. Nutrient composition of Australian red meat 2002. 2. Fatty acid profile. Food Australia 2006; 58: 335-341.
9. Beard J. Iron Deficiency Alters Brain Development and Functioning. The Journal of Nutrition. May 2003; 133:1468S-1472S.
10. Samman S. Zinc. Nutrition & Dietetics 2007; 64 (Suppl. 4):S131-S134.
11. Vitamin B. The Better Health Channel, May 2008. http://www.betterhealth.vic.gov.au/

Turistando por Melbourne – LOW COST! [Parte 2] – Free Attractions!

Melbourne é considerada a capital cultural da Austrália, é a segunda maior região metropolitana do país e por ano recebe mais de 1 milhão de turistas estrangeiros e mais 7 milhões de turistas australianos, tornando-a um dos principais destinos turísticos da Austrália.

É claro que nem todos esses milhares de turistas que vem pra cá  estão cheios de dinheiro, muitos deles são estudantes ou mochileiros como nós, e Melbourne considerada capital da cultura não deixou pensar neles, ou melhor, em nós!

Depois de procurar em alguns sites, resolvi fazer uma lista com “TOP 10 Free Attractions” em Melbourne, vamos à elas:

1. City Circle Tram
O City Circle Tram é um serviço gratuito oferecido por Melbourne à turistas e moradores. Trata-se de um “bondinho” onde você pode conhecer todo o centro de Melbourne, através dele é possível dar a volta toda na região central e fazer paradas em diversas lojas, pontos de interesse e outras principais atrações da cidade. Não há limite para uso, inclusive dentro dos trens são disponibilizados mapas e informações à respeito da cidade. As principais atrações que o tram faz parada são:  Museu da Cidade, Casa do Parlamento, Docklands, Federation Square, Aquário de Melbourne e Princess Theatre. Info.

CITY CIRCLE TRAM (Rota 35)

CITY CIRCLE TRAM (Rota 35)

2. RAAF Museum (Museu da Força Aérea Australiana)
Com entrada gratuita, você não pode perder esse local. O funcionamento do museu é de terça-feira a sexta-feira somente. E dá ao visitante uma perspectiva única sobre a história da aviação australiana, a Força Aérea e RAAF Point Cook. As visitas guiadas são conduzidas por oficiais treinados. A entrada para o Museu RAAF é livre, no entanto, as doações são bem-aceitas. Identificação com foto é exigida para todos os visitantes com idade superior a 16 para ganhar a entrada para a Base. Info.

RAAF Museum

RAAF Museum

3. National Gallery of Victoria
A Galeria Nacional da Victória é o mais antigo museu de arte pública da Austrália e abriga uma das coleções de arte mais importantes do país com tudo, desde obras egípcias, antiguidades romanas, arte asiática, renascentista, barroco até arte contemporânea. Localizada na 180 St Kilda Road. está aberta diariamente, exceto às terças-feiras e com entrada gratuita, é uma ótima opção para quem aprecia obras de arte. Destaque para exposições de Monet.

NGV Internacional

NGV Internacional

4. Australian Centre for the Moving Image (Centro Australiano para a Imagem em Movimento)
O primeiro centro do gênero no mundo, dedicado à imagem em movimento em todas as suas formas, do cinema antigo até as mais novas mídias digitais. Dois cinemas multi-formato, maior galeria de arte dedicado ao mundo da imagem com exposições e cinema, instalações de arte para atividade pública,  educação e produção midiática. Localizada na Federation Square, está aberta diariamente, das dez horas às cinco horas (até seis horas nos fins de semana). Informações aqui.

Australian Centre for the Moving Image

Australian Centre for the Moving Image

5. Queen Victoria Market
Tudo a partir de frutas e legumes, produtos frescos e delicatessem, roupas, plantas e animais são vendidos neste mercado, que abrange sete hectares (cerca de 1.000 comerciantes). Aberto terças e quintas das 06:00-14:00, Sextas das 06:00-18:00, Sab 6:00-15:00, dom 09:00-16:00. Fechado: segundas, quartas e feriados. Info.

Queen Victoria Market

Queen Victoria Market

6. Royal Botanic Gardens
35 hectares de jardins paisagísticos extensivamente perto do centro da cidade, na margem sul do rio Yarra. Eles são amplamente considerados como os melhores jardins botânicos da Austrália, e entre os melhores do mundo. Caminhadas guiadas ou passeios de áudio auto-guiadas estão disponíveis. Aberto diariamente das 7:30-  às 18:00h.

Royal Botanic Gardens

Royal Botanic Gardens

7. Federation Square
Um dos meus  locais preferidos em Melbourne. É cada vez mais difícil imaginar Melbourne sem Federation Square. É o lar de grandes atrações culturais, eventos de classe mundial, experiências de turismo e uma variedade excepcional de restaurantes, bares e lojas especializadas, esta praça moderna tornou-se ponto de encontro da cidade. Desde a sua abertura em 2002, a “Fed” tornou-se uma das atrações mais visitadas em Melbourne, com cerca de 10 milhões de visitas em 2012.

Federation Square

Federation Square

8. State Library of Victoria
Uma das maiores bibliotecas do mundo, a Biblioteca Estadual de Victoria é a principal referência do estado, é uma porta de entrada para a informação do mundo. A biblioteca abriga itens da vida cultural de Victoria, passado e presente se misturam e estão disponíveis para a comunidade através de uma gama de serviços, exposições e programas culturais. Info.

State Library of Victoria

State Library of Victoria

9. Old Treasury Building
É considerado como um dos mais belos edifícios públicos na Austrália.  Projetado por um arquiteto de 19 anos, John James Clark, é amplamente considerado um dos dos melhores exemplos da arquitetura renascentista Revival na Austrália. Até 1992, o prédio abrigou uma série de departamentos governamentais, incluindo a prefeitura do Governador Vitoriana. Restaurado e aberto ao público como museu em 1994, o edifício fornece uma orientação ideal em Melbourne para visitantes que desejam compreender e explorar a história da cidade, a arquitetura, a arte e a vida contemporânea. Info.

http://www.oldtreasurybuilding.org.au/

Old Treasury Building

10. Melbourne Museum (grátis para estudantes).
Localizado em Carlton Gardens, em frente ao histórico Edifício da Exposição Real , o premiado Museu Melbourne abriga uma coleção permanente de oito galerias, incluindo uma apenas para crianças. Os destaques incluem um esqueleto completo de uma baleia-azul, o Centro Cultural Aborígene Bunjilaka, uma Floresta Viva, o Phar Lap cavalo de corrida e um teatro IMAX no local. Grandes exposições internacionais são apresentados no Touring Hall. Além do museu há também o IMAX que é o MAIOR formato de cinema do mundo, com uma tela de até oito andares. Filmes e documentários podem ser experimentado em 2D ou 3D. Para mim uma das melhores atrações, estive lá recentemente e consegui ver apenas 2 exposições de tão grande que é este museu, o lado bom é que para estudantes a entrada é gratuita e não existe limite de visitas. Pra mim um dos melhores locais. Para maiores informações, clique aqui.

Melbourne Museum

Melbourne Museum

Então, depois dessas opções, só nos resta curtir bastante essa cidade, e DE GRAÇA!

 

See you!!!!

#PartiuAustralia

Top 10 – Animais Mortais e Perigosos na Austrália

Já não é novidade que a Austrália é famosa por sua rica fauna cheia de animais perigosos. Cobras mais mortais que em qualquer outro lugar do mundo, tubarões, aranhas, crocodilos e outros animais fazem com que a Austrália tenha essa reputação temível, alguns pesquisadores chegam chamar esse país de “A Casa Mortal”. Mas será que é isso mesmo? Que tal conhecer esses seres e ficar sabendo se é possível ou não a Austrália ter essa tão merecida reputação. Vamos à lista!

1. Box Jellyfish (Chironex fleckeri)

Conhecida na espreita na costa de Darwin e norte de Queensland,  essa água-viva tem um dos mais potentes ferrões da Austrália. Ela foi responsável por 70 mortes no país e envolve as vítimas aos seus tentáculos em torno de 3m (é isso mesmo, 3 metros). Esse ferrão translúcido é mais prevalente durante os meses do verão e todas as mortes registradas ocorreram entre outubro e maio. O veneno é injetado através de pequenos receptores ao longo dos tentáculos agravando ainda mais a picada dependendo da quantidade de tentáculos que tocam a pele. Além de ser muito doloroso, o veneno ataca os músculos em torno dos pulmões e coração. Como resultado, a paralisia de ambos os órgãos é a principal causa de morte em casos não tratados.

Box JellyFish

Box JellyFish

box

Lesões causadas pela “água-viva mortal”

2. Honney Bee (Apis mellifera)

Tal como as vespas européias, a abelha apis mellifera tem 1,5 centímetro, ela é bem modesta ou assim parece, mas é altamente perigosa para aqueles que têm alergia à seu veneno. Ao contrário das vespas, no entanto, as abelhas deixam seu ferrão inserido em sua vítima, juntamente com um saco de veneno. Este se destaca da abelha, matando-a. As abelhas nativas australianas são muito menores e muitas vezes não picam, ao contrário das espécies introduzidas. A alergia ao veneno é responsável ​​por mais mortes anuais médias que os tubarões, aranhas ou cobras separadamente. Menos de três por cento dos australianos são alérgicos ao veneno de abelha ou vespa. Não quero tomar nenhuma picada para saber se sou ou não.

Apis Melifera

Apis Mellifera

3. Irukandji Jellyfish (Carukua barnesi)

A Irukandji habita as águas australianas do Norte. Esta água-viva mortal tem apenas 2,5 centímetros de diâmetro, o que a torna muito difícil de detectar na água. Esta é uma espécie de água-viva que se tornou conhecida nos últimos anos, devido às mortes de banhistas na Austrália. Em 2002, Richard Jordon foi lesionado enquanto nadava na costa da Ilha de Hamilton. Ele era um turista britânico de 58 anos e infelizmente morreu poucos dias depois.  A água-viva Irukandji, apesar de seus 2,5 centímetros de diâmetro pode causar a morte de seres humanos dentro de dias.

Irukandji Jellyfish

Irukandji Jellyfish

4. Bull Shark ou Tubarão Touro (Carcharhinus leucas)

Em um estudo realizado por cientistas, a  conclusão foi que, em relação ao tamanho do corpo, os Tubarões Touro (Carcharhinus leucas) têm a mordida mais forte (cerca de 6.000 newtons de força), superando inclusive tubarões maiores. Esta espécie tem, em média, mais de dois metros de comprimento, mas em alguns casos, pode ultrapassar os três metros. Tubarões touro mordem com mais força do que um grande tubarão branco e um tubarão-martelo”, afirmou Maria Habegger, bióloga da Universidade do Sul da Flórida. Estas espécies geralmente atacam presas grandes como golfinhos, tartarugas e outros tubarões, então são esperadas mordidas fortes devido às exigências mecânicas para este tipo de presa. Neste caso é melhor os humanos ficarem bem longe deles, eu não me arriscaria.

Bull Shark

Bull Shark – Tubarão touro – Carcharhinus leucas

5. Eastern brown snake (Pseudonaja textilis)

Também conhecida como cobra marrom, encontrada em toda a metade oriental da Austrália continental. Em movimento rápido, agressivo e conhecido por seu mau humor, as cobras marrons são responsáveis ​​por mais mortes todos os anos na Austrália do que qualquer outro grupo de cobras. Não é só o seu veneno classificado como o segundo mais tóxico de qualquer cobra terrestre do mundo (com base em testes em ratos), elas prosperam em áreas povoadas, especialmente em explorações agrícolas em zonas rurais, onde haja camundongos. Se perturbada, a cobra marrom levanta o corpo do chão, enrolando em forma de ‘S’, a boca se escancara e ela fica pronta para atacar. Seu veneno causa paralisia progressiva e interrompe a coagulação do sangue, o que pode levar à muitas doses de soro para reverter o quadro. Vítimas podem entrar em colapso dentro de alguns minutos.

Eastern Brown Snake

Eastern Brown Snake

6. Crocodilo de Água Salgada (Crocodylus porosus)

O crocodilo de água salgada é o maior réptil do mundo. Estas incríveis criaturas são encontradas na costa norte da Austrália e do interior até 100 km ou mais. Já foram relatados casos em que os crocodilos tinham 7 metros, contudo o tamanho médio de um crocodilo de água salgada é de 4 metros de comprimento. Eles se reproduzem na estação chuvosa, com a fêmea botando até 60 ovos de cada vez. Quando os crocodilos nascem, apenas um número muito pequeno desses sobrevivem na selva e crescem para ser crocodilos adultos. O crocodilo é agora uma espécie protegida na Austrália, no entanto, se o perigo humano é um fator, o crocodilo terá de ser afastado do possível contato. Todos os anos há 1-2 mortes conhecidas por crocodilos de água salgada (bem como 4-10 ataques não-fatais), geralmente muito divulgados, devido à sua crueldade e agressão.

Crocodilo de Água Salgada

Crocodilo de Água Salgada

7. Sydney Funnel Web  (Atrax robustus)

Com veneno altamente tóxico produzido em grandes quantidades e grandes presas para injetá-lo, a Sydney Funil Web é, sem dúvida, a aranha mais mortal da Austrália e, possivelmente, do mundo. Encontrado em New South Wales, em florestas, bem como áreas urbanas povoadas, eles escavam em locais úmidos. Elas podem passear nos quintais e às vezes cair em piscinas, embora elas não sejam tão frequentemente encontradas, podem ser bastante agressivas quando ameaçadas. Com apenas 1,5 à 3,5 centímetros grande, a Sydney Funil Web tem presas maiores do que uma cobra marrom e tão poderoso que podem até mesmo perfurar as unhas dos pés (agressiva a bichinha hein?!). O veneno tem um composto que pode atacar o sistema nervoso humano e alterar o funcionamento de todos os órgãos e, quando parte de um macho, pode matar. Uma em cada seis mordidas provoca uma reação grave, mas desde que o “antiveneno” foi disponibilizado, em 1981, não houveram mortes registradas. Também não quero nem chegar perto de usar esse tal “antiveneno”.

Sydney Funnel Web

Sydney Funnel Web

8. Blue-ringed Octopus ou Polvo de Anéis Azuis (Genus Hapalochlaena)

O polvo de anéis azuis tem sangue azul, três corações e veneno suficiente para matar 26 humanos. As mesmas toxinas nervosas injetados por um anel azul são encontrados na carne de peixe fugu – uma iguaria cara amado pelos japoneses. A ingestão de fugu, que não tenha sido habilmente preparada leva a mais internações do que o contato com o polvo. O polvo de anéis azuis “só” causou três mortes conhecidas, mas não houveram mortes desde a década de 1960 e internações hospitalares são extremamente raras.

Blue Ringed Octopus

Blue Ringed Octopus

9. Coastal taipan (Oxyuranus scutellatus)

Encontrada em em um arco ao longo da costa leste do norte da Nova Gales do Sul para Brisbane e norte da Austrália Ocidental. Elas gostam de canaviais. As Taipans Costeiras estão equipadas com as mais longas presas que qualquer outra cobra australiana (13 mm), e tem o terceiro veneno mais tóxico de todas as cobras terrestres. Extremamente nervosa e alerta, elas usam de sua defesa feroz quando são surpreendidas ou encurraladas, o “congelamento” antes de arremessar o seu corpo leve para a frente é usado para infligir várias mordidas extremamente rápidas. No entanto, elas não são geralmente conflituosas e seria muito melhor escapar de qualquer ameaça. Antes da introdução de um soro especializadaoem 1956, as mordidas da Taipan eram quase sempre fatais e causaram muitas mortes humanas. O veneno afeta o sistema nervoso e o sangue, e causa náuseas, convulsões, hemorragia interna, a destruição dos músculos e dos rins. Em casos graves, a morte pode ocorrer em apenas 30 minutos.

Costeira Taipan

Costeira Taipan

10. Common death adder (Acanthopis antarticus)

Também conhecida como Death Adder South, esta é encontrada no leste da Austrália (com exceção do extremo norte e sul), no sul da Austrália do Sul e Austrália Ocidental. Essa cobra costuma atacar sua presa por emboscada permanecendo imóvel, escondida na serapilheira, areia ou cascalho, contraindo-se desde  final de sua cauda para atrair presas. Ao contrário de outras cobras que fogem de aproximar dos seres humanos, essas podem ser encontradas na vegetação rasteira. As causas mais comuns de morte são relacionadas às pessoas que estão propensas a se sentarem na vegetação e podem acabar correndo o risco de pisar nessas lindas criaturas, tornando-as mais perigosas. Elas são relutantes em morder a menos que realmente tocadas. Cerca de metade das picadas de Death Adder são fatais  antes da introdução do soro. O veneno contém um tipo de neurotoxina que provoca a perda da função motora e sensorial, incluindo a respiração, resultando em paralisia e morte.

Common Death Adder (Acanthophis antarcticus)

Common Death Adder
(Acanthophis antarcticus)

E aí? Bora conhecer esses “bichinhos” tão fofinhos em loco? #PartiuAustrália Fonte: Australian Geographic