E finalmente as aulas começaram…

Reception no Primeiro Dia de Aula.

Reception no Primeiro Dia de Aula.

Depois de receber bastante comentário aqui no blog, resolvi fazer um post pra contar como tem sido essas últimas 2 semanas de aula, então vamos lá!

Não é novidade, mas no Brasil eu sou estudante de Medicina Veterinária; contudo, na Austrália para ser um Médico Veterinário é necessário estudar primeiramente Animal Science, Animal Veterinary Science ou Veterinary Biosciences. Esses cursos geralmente tem 3 anos de duração e após isso o estudante que quer ser Veterinário precisa estudar mais 4 anos em outra universidade para poder atuar como um Médico Veterinário propriamente dito. Esse jornada dura em média de 7 a 8 anos (dependendo do desenvolvimento do aluno).

Aqui na Austrália eu fui alocado no curso Animal Science, onde o curso é voltado para pesquisa e desenvolvimento tecnólógico na área animal, a impressão que tive é que ele é uma mistura de medicina veterinária, biologia, zootecnia e biotecnologia.

Para este primeiro semestre escolhi 4 subjects:

1. Introduction to Animal and Agricultural Sciences
Nesta matéria são apresentados conceitos-chave em ciência animal, incluindo a criação de animais, biotecnologia, nutrição, crescimento, reprodução, lactação e bem-estar animal e as grandes questões globais, como uma boa segurança e os impactos ambientais da agricultura animal. A partir da 8ª semana o curso se divide em 2, agricultura e veterinária, claro, que eu optei pela área veterinária. Os alunos que participam da opção veterinária vão pesquisar questões relacionadas com animais de companhia, animais de laboratório, animais do jardim zoológico e gestão da vida selvagem.

2.  Australian Fauna and Ecology
É um dos subjects que mais tenho gostado, nesta matéria examinamos a evolução, biologia e ecologia dos principais grupos de animais australianos. Estamos aprendendo a examinar a ecologia dos animais no nível do indivíduo, da população, da comunidade e do ecossistema, num quadro evolutivo. Os tópicos incluem métodos ecológicos, predador-presa e interação parasita-hospedeiro, os conceitos de nicho e habitat, sobre-exploração de populações naturais, concorrência e perturbação e processos que ameaçam ecossistemas australianos. Muitas das aulas práticas são baseadas quase que inteiramente no campo dentro de reservas geridas pela Universidade. Eles vão apresentar aos alunos técnicas de levantamento de campo utilizados em ambientes terrestres e aquáticos, delineamento experimental e análise de dados. Segunda passada, por exemplo, fomos CAÇAR e CONTAR Cangurús, foi muito bom!

3. Topics in Zoology
Este subject tem como objetivo aprofundar nosso conhecimento científico nas áreas selecionadas da evolução, comportamento, fisiologia e ecologia dos animais, com ênfase na fauna australiana. Os tópicos incluem: Fisiologia Reprodutiva, Insect Evolution e Ecologia, e Movimento e Metabolismo. Apesar do nome, achei totalmente diferente da Zoologia brasileira, uma vez que os assuntos são bem relacionados à fisiologia, anatomia e patologia veterinária.

4.  Animal Evolution and Diversity
Este subject apresenta uma introdução à evolução, biologia, ecologia e comportamento dos animais. Essa matéria tem foco em unir como a evolução animal tem alterado a saúde animal. Achei o tópico bem interessante, começamos a primeira aula aprendendo sobre Cancer Facial em Demônios da Tasmânia! Muito legal!

Primeira Lecture - Tasmanian Devil

Primeira Lecture – Tasmanian Devil

As aulas são dividas em Lectures (aulas teóricas c/ 1 hora de duração gerealmente de 2 à 4x por semana) e Practical Class (aulas práticas com 3 à 6 horas de duração).
Em todos os “subjects” nós temos aulas práticas, contudo as aulas teóricas não são obrigatórias, todas elas são gravadas e você pode ouvir quantas vezes quiser.

Um outro ponto interessante, é que antes da aula começar são disponibilizados todo o material necessário como pdf´s com apresentações, artigos e outros conteúdos para que você estude antes e não fique perdido nas “Lectures”, com isso a aula rende e apesar de apenas 1 hora o professor consegue passar todo o conteúdo.

As aulas práticas são interssantes, mas não fogem muito do que já vimos no Brasil, a única diferença é que realmente elas acontecem, por aqui não há enrolação.

Pelo menos nessas duas semanas a impressão que tive e que tenho até agora é que o sistema de ensino aqui é INDEPENDENTE, e isso é muito bom, acho que quando alguém entra na universidade é este alguém que definirá a importância que terá sua formação, ou seja, se você quiser faltar das lectures ou não ir as aulas, tudo bem, contudo nos exams, em outras atividades ou até mesmo no futuro você não terá muito sucesso. As aulas são bem reduzidas, são diretas e específicas, não existe brincadeira entre professor e aluno e nem enrolação. Os professores chegam, dão o conteúdo e vão embora, dificilmente eles comentam sobre outras coisas, a aula flui e a gente aprende.

Tenho muita coisa ainda pra contar por aqui, tudo tem sido novo, mas como agora sou “independente”, preciso correr lá e estudar um pouquinho, senão o bixo pega!

Em breve conto mais,

#PartiuAustralia

Academic English – Primeira Etapa Concluída!

Eu e a Professora Chinesa, Daisy Souza!

Eu e a Professora Chinesa, Daisy Souza!

O blog andava um pouco desatualizado, motivo: exames, testes, reading, writing, listening, persuasive essay (redação persuasiva) e muitas outras atividades. As últimas semanas foram bem corridas, mas aqui estou eu de volta.

Hoje eu terminei a primeira etapa rumo à Universidade, antes de iniciar Veterinária na La Trobe é preciso terminar o curso de inglês para futuros estudantes (English for Further Students – EFS), este curso tem vários níveis e vai de 1A e 1B até 6A e 6B, para poder cursar a faculdade eu terei que terminar o nível 5B. A meta para que tudo desse certo até o início das aulas era que hoje eu terminasse o nível 4b, e hoje eu finalmente cumpri essa meta.

Talvez para muitas pessoas isso não tenha relevância, mas pra mim cada dia e cada passo tem sido uma nova descoberta e todos os dias tem sido superação,  terminar esse nível de inglês acadêmico foi uma vitória, hoje finalmente eu fui aprovado no nível 4B. Agora só falta apenas o nível 5a e 5b.

Mas porque eu estou escrevendo isso?
R.: Por que eu jamais imaginava viver o que eu tenho vivido aqui, sempre tive vontade e sempre quis falar inglês, achava sempre bonito as pessoas se comunicando com os outros, se expressando, lendo e escrevendo e, tudo aquilo que sempre quis eu alcancei hoje.

Ainda tenho um caminho longo pra trilhar em terras australianas, mas hoje o fato de conseguir me expressar, conversar, escrever, falar e ouvir, NÃO TEM PREÇO QUE PAGUE! Foi algo bem simples, mas hoje, na hora que peguei meu primeiro certificado de APROVADO no Academic English UPPER INTERMEDIATE, me fez olhar pra trás e ver que TUDO VALEU A PENA!

“If you can dream it, you can do it!”  

Último de Aula de Nível 4.

Último de Aula de Nível 4.

Let´s talk in english!

Campo da La Trobe Melbourne. Gramática!

Campo da La Trobe Melbourne. Gramática!

E eu só achava que falava inglês…

Foi só chegar em Melbourne ou melhor, no “Stop Over” em Dubai – Emirados Árabes que eu percebi que não falava nada e o quanto essa língua é importante. Achar que não fala nada de inglês é a primeira sensação que qualquer imigrante tem ao chegar em um país diferente do seu, o que eu não imaginava é que seria um choque tão grande.

Quando aceitei esse novo desafio, sabia que teria enormes barreiras pra superar, a língua seria a maior delas, não que ficar longe da família, amigos, da Hanna, cultura nova, povo novo, não fosse um desafio, mas como já tinha feito um intercâmbio anteriormente, a língua permanecia sendo essa maior barreira.

Cheguei em Dubai e já me deparei com diversas situações, encontrar os locais corretos, encontrar a melhor forma para se deslocar para o hotel e ainda por cima marcar um city tour, estávamos em várias pessoas, foi um pouco difícil desenrolar, mas desenrolamos.
Já em terras australianas vi que não tinha como fugir, agora sim era hora de encarar de frente a língua inglesa, pra mim o maior problema seria a segurança em falar, já que achava que iam “tirar sarro” de mim ou do meu sotaque paulista com caipira, me enganei! Fui super bem recebido por aqui, os australianos nos ajudam e são sempre solícitos em tentar nos entender e nos ajudar a comunicar com eles.

Ao chegar  aqui decidi que iria perder os meus medos e insegurança e ia falar inglês independente do que achassem e tenho feito isso, estou aqui há apenas 10 dias e posso dizer que em 10 dias meu inglês melhorou e muito. O contato direto com a língua nova, falar “forçadamente” o inglês e ouvir o tempo todo os nativos faz você criar uma percepção diferente da língua, você passa a entender muito mais, prestar mais atenção e ir interpretando as coisas, com uma exceção: só não tem jeito para o “AUSTRALIAN ACCENT” (sotaque australiano) que não é difícil, é praticamente INCOMPREENSÍVEL em alguns casos! Logo eu aprendo… (risos)

Aula de Fonética

Aula de Fonética

Como alguns sabem, vim para estudar 6 meses de inglês antes dos 12 meses de graduação, estudo inglês na La Trobe Melbourne que é uma escola de inglês da própria La Trobe University que prepara os futuros alunos com a língua, o curso que faço lá é o English for Further Students, os níveis variam de 1A à 6A, antes de iniciarmos as aulas fizemos o “placement test” e graças à Deus fui alocado no nivel 4A, para que eu possa ingressar a faculdade eu preciso concluir o nivel 5B, ou seja, tenho 4 meses para tal, entretanto quero ir até o final que é o 6B para obtenção do diploma.

O curso em si é bem dinâmico, tenho 4 horas intensivas de curso de inglês por dia, 2 horas de inglês + intervalo de 2 horas + 2 horas de inglês, dá pra ficar bastante tempo na UNI, o curso é bem diferente pois trata-se do Inglês Acadêmico, ele é bem mais puxado e formal que o inglês que aprendemos na escola regular, os professores se gabam dizendo que o nosso curso é superior ao english tradicional e que IELTS é muito abaixo do que aprendemos, eles dizem que não estamos lá pra passar em um IELTS, estamos lá pra falarmos e escrevermos como verdadeiros nativos (assim espero!).

As aulas são divididas em várias matérias, são elas:

  • Essay Writing
    Academic Word Language

    english

    Academic English

  • Reading Skills
  • Listening & Note Taking
  • Call / Research
  • Writing Skills Paragraphs
  • Speaking Skills & Picture Prompt Discussion
  • Grammar
  • Reading Compreehension
  • Listennin Comprehension
  • Newspaper Article Discussion
  • ILC
    Resumindo, o curso lhe prepara para todos os tipos de situações, desde tomar notas acadêmicas durante a aula, até a escrita de redações acadêmicas, leitura dinâmica e discussões universitárias, tudo com foco no meio ACADÊMICO.

Tudo tem sido novidade, a adaptação agora tem ficado um pouco melhor, já é comum você começar a “pensar em inglês” e não é nada incomum juntar algumas vezes o português + o inglês numa frase só,  mas isso com o tempo a gente dá um jeito.

Tenho ficado pouco tempo no facebook, procuro postar fotos e notícias do que está acontecendo e nada mais que isso, ah é claro e postar no blog também, mas se tem algo que estou deixando aos poucos é o português, nessa altura do campeonato quanto menos eu falar português, melhor é para o meu aprendizado. E por falar em português, acho que já falei demais por aqui hoje, não?

Então… Até a próxima.

See you soon!
Bye!
#PartiuAustrália

A La Trobe University!

Há 15 dias do início das aulas na La Trobe University resolvi dar uma pesquisada e saber um pouco mais sobre minha futura faculdade, o intercâmbio será composto por 2 fases: a primeira serão 6 meses de curso de inglês e a segunda por 1 ano de graduação em Medicina Veterinária. Garanto que estava um pouco “com o pé atrás” quanto a universidade até começar pesquisar sobre ela e garanto, fiquei super empolgado.

logoPor quase 50 anos, a Universidade La Trobe tem buscado conhecimento, desafiou convenções e mudou a maneira como as pessoas pensam. A Universidade foi criada em 1964 e abriu as suas portas para 552 alunos em 1967. Hoje La Trobe oferece cerca de 350 cursos de graduação e pós-graduação e acomoda 34.492 alunos matriculados, incluindo 9.008 estudantes internacionais de países como China, Vietnã, Índia, Singapura, EUA, França e Arábia Saudita (e agora nós Brasileiros! yeah!).

A Universidade La Trobe é uma multi-campus universitário em Melbourne no estado da Victoria, na Austrália. Desde 2003, tem sido consistentemente classificada entre as 500 melhores universidades do mundo*, e o aprendizado, ensino e pesquisa lideraram o caminho no ensino superior.
A La Trobe foi uma das universidades pioneiras da Austrália por 40 anos. O lema da La Trobe é “Qui cherche trouve” (Quem procura, acha) que é tão relevante hoje no universo acadêmico, uma vez que o maior incentivo é a pesquisa e investigação.

A Universidade incentiva os alunos e funcionários para ganhar experiência internacional e desenvolver um currículo internacionalizado e atuar em programas de investigação.
Em 1967, eram 552 alunos matriculados na La Trobe University, a terceira universidade a abrir em Victoria, hoje ela cresceu para acomodar mais de 30 mil alunos, incluindo cerca de 7.600 estudantes internacionais de mais de 90 países.

Fatos sobre a La Trobe:

  • Está entre as 100 melhores do mundo: segundo o Ranking Times Hight Education, a La Trobe ocupa a 81.ª primeira posição entre as 100 melhores universidades o mundo com menos de 50 anos de existência.
  • Está entre as 500 melhores universidades do mundo, segundo o Times Higher Education World University Rankings, QS World University Rankings.
    La Trobe é um dos líderes da Austrália em pesquisa – reconhecida como a melhor universidade da Austrália para a investigação em Microbiologia e igual ou melhor em Bioquímica e Biologia Celular e Medicina Veterinária (Excelência em Pesquisa para a Austrália, 2012).
  • A La Trobe é reconhecida por suas capacidades de investigação em um nível global. Universidade líder da Austrália em pesquisas em bioquímica e biologia celular, classificado como “bem acima do padrão mundial” nestes domínios pela Excelência em Pesquisa para a Austrália. La Trobe também é avaliada em ou acima do padrão mundial em campos de pesquisa, incluindo ciências biológicas, física da matéria condensada, movimento humano, medicina veterinária e ciência do esporte.
  • La Trobe abriga o maior santuário de vida selvagem universidade de propriedade na Austrália, que visa introduzir animais raros e ameaçados em um ambiente livre de predadores.
  • 1.º Lugar entre as Universidades “Verdes” do mundo. O ranking compara os esforços feitos pelas universidades no sentido de sustentabilidade, meio ambiente e gestão universitária amigável.
  • A universidade tem mais de US $ 500 milhões em novas instalações de pesquisa em construção.
  • Universidade La Trobe desenvolveu uma ética diferenciada onde une engajamento social para a busca da excelência acadêmica.

    Enfim, bons motivos não faltam para ir pra lá, agora é só me esforçar, que o futuro está aí!
    Boa sorte à todos os meus futuros companheiros de La Trobe!

    Centro de Pesquisas em Ciências Agrárias e Biologia - AgriBio

    Centro de Pesquisas em Ciências Agrárias e Biologia – AgriBio

    Campus La Trobe

    Campus La Trobe

    LA TROBE UNIVERSITY

    LA TROBE UNIVERSITY

A chegada da Offer!

Passado um tempo, aqui estou eu novamente para contar o que aconteceu nestes últimos tempos…

Depois que fui remanejado para Austrália, iniciou-se uma longa jornada, o envio, tradução juramentada e comprovação de uma série de documentos para a empresa Latino Austrália Education (empresa contratada pelo Governo Federal) para alocar os alunos na Austrália.

Enviei diversos documentos e a única resposta que recebi foi:

“Docs Recebidos,
Aguarde!”

E porquê alguém tem que dizer “AGUARDE” para o cara mais ANSIOSO do mundo????!!!! Hein!?

Pois bem, após exatos 21 dias eu recebo o aceite ou “offer” da La Trobe University de Melbourne na Austrália!
Já tinha passado por isso quando vim para Porto (saiba mais aqui) e receber essa carta foi uma felicidade dobrada, afinal vou fazer 6 meses de inglês + 1 ano de graduação e no país que sempre sonhei, a AUSTRÁLIA! Ps.: Nos próximos posts eu vou contar como tudo começou…

Ainda não tenho muito a dizer, apenas que estou muito feliz e que a correria começa agora afinal, tenho que correr atrás de moradia, passagens, visto, etc.. Tenho praticamente 40 dias para providenciar tudo, mas eu adoro essa correria, ainda mais quando se trata de uma vida nova, com tudo novo de novo!

Olha só se não é pra ficar feliz com uma notícia destas:

“PARABÉNS!! Você foi oficialmente aceito na LA TROBE UNIVERSITY: veja anexas suas “Cartas de Oferta” referentes ao programa de Inglês (ELICOS) e ao programa de Graduação Sanduíche (STUDY ABROAD),  veja e StudyAbroadExchange_Brochure” com detalhes sobre esta prestigiosa instituição de ensino onde você terá oportunidade de estudar.

Confira atentamente as Cartas de Oferta anexas e certifique-se que seus dados foram corretamente registrados junto à Universidade, e note que a DATA DE INÍCIO definida para suas 20 SEMANAS de CURSO DE INGLÊS preparatório é 26/AGOSTO/2013, enquanto que a DATA DE INÍCIO do seu programa de STUDY ABROAD, com duração de 2 Semestres letivos, é 03/MARÇO/2014

La Trobe University - Melbourne

La Trobe University – Melbourne

Não preciso dizer o quanto estou feliz!!!!
Que venha então a La Trobe, que venha o curso de inglês e aprovação na prova, que venha Melbourne, que venha mais esse novo desafio!

Então
#PartiuAustrália