Python engole um Wallaby inteiro na Austrália

Sim! A Austrália é bizarra mesmo! A última da vez foi um Wallaby (da mesma família dos cangurús) que foi engolido completamente por uma cobra python.

Após ouvir alguns estranhos barulhos por aves no Parque Nacional Nitmiluk, Paul O’Neill resolveu investigar o que estava acontecendo e se deparou com cena abaixo:

can1

Ao se deparar com a cena, O’Neill não marcou bobeira, pegou a câmera e começou a fotografar o banquete sem medo de se tornar a sobremesa.can2

Momento de constricção da Python em torno do pequeno Joey.
can3

Abrindo a boca…can4

… engolindo ele por completo.
can5

De estômago cheio.
can6Pronto! Agora é só descansar e esperar a digestão.

can7

Partiu, Austrália?

 

 

Fotos: Northern Territory Parks and Wildlife / Via facebook.com
Fonte: BuzzFeed.com

Guia para Iniciantes: Como remover uma aranha do seu quarto.

É incrível a relação que os australianos tem com os animais. É mais imprissionante ainda como eles conseguem conviver tão bem com elas, as aranhas. Independente do tamanho, se é bonita ou feia ou se é venenosa ou não, dificilmente um australiano matará um bichinho tão lindo quanto elas.

Existe um vídeo rolando por aqui sobre como remover uma aranha do seu quarto, pensando nos brasileiros que estão vindo pra cá ou já vivem aqui, vamos à ele!

1. Escolha sua arma com sabedoria!
1

 

 

 

 

 

 

 

 

2. Improvise!
2

 

 

 

 

 

 

 

 

3. Tente confundí-la.
3

 

 

 

 

 

 

 

 

4. Olhe sempre pra baixo e pro alto.
4

 

 

 

 

 

 

 

 

5. Tenha em mente que provavelmente ela vai lhe picar!
5

 

 

 

 

 

 

 

 

6. Não deixe ela escapar!
6

 

 

 

 

 

 

 

7. Se ela quiser pegar uma carona em você, fique calmo!
7

 

 

 

 

 

 

 

 

8. E mais importante: NÃO ENTRE EM PÂNICO!
8

 

 

 

 

 

 

 

 

BOA SORTE!
Vídeo Oficial:

 

 

#PARTIUAUSTRÁLIA!

 

 
Fonte: http://www.buzzfeed.com/simoncrerar/beginners-guide-to-removing-a-spider-from-your-bedroom

Top 10 – Animais Mortais e Perigosos na Austrália

Já não é novidade que a Austrália é famosa por sua rica fauna cheia de animais perigosos. Cobras mais mortais que em qualquer outro lugar do mundo, tubarões, aranhas, crocodilos e outros animais fazem com que a Austrália tenha essa reputação temível, alguns pesquisadores chegam chamar esse país de “A Casa Mortal”. Mas será que é isso mesmo? Que tal conhecer esses seres e ficar sabendo se é possível ou não a Austrália ter essa tão merecida reputação. Vamos à lista!

1. Box Jellyfish (Chironex fleckeri)

Conhecida na espreita na costa de Darwin e norte de Queensland,  essa água-viva tem um dos mais potentes ferrões da Austrália. Ela foi responsável por 70 mortes no país e envolve as vítimas aos seus tentáculos em torno de 3m (é isso mesmo, 3 metros). Esse ferrão translúcido é mais prevalente durante os meses do verão e todas as mortes registradas ocorreram entre outubro e maio. O veneno é injetado através de pequenos receptores ao longo dos tentáculos agravando ainda mais a picada dependendo da quantidade de tentáculos que tocam a pele. Além de ser muito doloroso, o veneno ataca os músculos em torno dos pulmões e coração. Como resultado, a paralisia de ambos os órgãos é a principal causa de morte em casos não tratados.

Box JellyFish

Box JellyFish

box

Lesões causadas pela “água-viva mortal”

2. Honney Bee (Apis mellifera)

Tal como as vespas européias, a abelha apis mellifera tem 1,5 centímetro, ela é bem modesta ou assim parece, mas é altamente perigosa para aqueles que têm alergia à seu veneno. Ao contrário das vespas, no entanto, as abelhas deixam seu ferrão inserido em sua vítima, juntamente com um saco de veneno. Este se destaca da abelha, matando-a. As abelhas nativas australianas são muito menores e muitas vezes não picam, ao contrário das espécies introduzidas. A alergia ao veneno é responsável ​​por mais mortes anuais médias que os tubarões, aranhas ou cobras separadamente. Menos de três por cento dos australianos são alérgicos ao veneno de abelha ou vespa. Não quero tomar nenhuma picada para saber se sou ou não.

Apis Melifera

Apis Mellifera

3. Irukandji Jellyfish (Carukua barnesi)

A Irukandji habita as águas australianas do Norte. Esta água-viva mortal tem apenas 2,5 centímetros de diâmetro, o que a torna muito difícil de detectar na água. Esta é uma espécie de água-viva que se tornou conhecida nos últimos anos, devido às mortes de banhistas na Austrália. Em 2002, Richard Jordon foi lesionado enquanto nadava na costa da Ilha de Hamilton. Ele era um turista britânico de 58 anos e infelizmente morreu poucos dias depois.  A água-viva Irukandji, apesar de seus 2,5 centímetros de diâmetro pode causar a morte de seres humanos dentro de dias.

Irukandji Jellyfish

Irukandji Jellyfish

4. Bull Shark ou Tubarão Touro (Carcharhinus leucas)

Em um estudo realizado por cientistas, a  conclusão foi que, em relação ao tamanho do corpo, os Tubarões Touro (Carcharhinus leucas) têm a mordida mais forte (cerca de 6.000 newtons de força), superando inclusive tubarões maiores. Esta espécie tem, em média, mais de dois metros de comprimento, mas em alguns casos, pode ultrapassar os três metros. Tubarões touro mordem com mais força do que um grande tubarão branco e um tubarão-martelo”, afirmou Maria Habegger, bióloga da Universidade do Sul da Flórida. Estas espécies geralmente atacam presas grandes como golfinhos, tartarugas e outros tubarões, então são esperadas mordidas fortes devido às exigências mecânicas para este tipo de presa. Neste caso é melhor os humanos ficarem bem longe deles, eu não me arriscaria.

Bull Shark

Bull Shark – Tubarão touro – Carcharhinus leucas

5. Eastern brown snake (Pseudonaja textilis)

Também conhecida como cobra marrom, encontrada em toda a metade oriental da Austrália continental. Em movimento rápido, agressivo e conhecido por seu mau humor, as cobras marrons são responsáveis ​​por mais mortes todos os anos na Austrália do que qualquer outro grupo de cobras. Não é só o seu veneno classificado como o segundo mais tóxico de qualquer cobra terrestre do mundo (com base em testes em ratos), elas prosperam em áreas povoadas, especialmente em explorações agrícolas em zonas rurais, onde haja camundongos. Se perturbada, a cobra marrom levanta o corpo do chão, enrolando em forma de ‘S’, a boca se escancara e ela fica pronta para atacar. Seu veneno causa paralisia progressiva e interrompe a coagulação do sangue, o que pode levar à muitas doses de soro para reverter o quadro. Vítimas podem entrar em colapso dentro de alguns minutos.

Eastern Brown Snake

Eastern Brown Snake

6. Crocodilo de Água Salgada (Crocodylus porosus)

O crocodilo de água salgada é o maior réptil do mundo. Estas incríveis criaturas são encontradas na costa norte da Austrália e do interior até 100 km ou mais. Já foram relatados casos em que os crocodilos tinham 7 metros, contudo o tamanho médio de um crocodilo de água salgada é de 4 metros de comprimento. Eles se reproduzem na estação chuvosa, com a fêmea botando até 60 ovos de cada vez. Quando os crocodilos nascem, apenas um número muito pequeno desses sobrevivem na selva e crescem para ser crocodilos adultos. O crocodilo é agora uma espécie protegida na Austrália, no entanto, se o perigo humano é um fator, o crocodilo terá de ser afastado do possível contato. Todos os anos há 1-2 mortes conhecidas por crocodilos de água salgada (bem como 4-10 ataques não-fatais), geralmente muito divulgados, devido à sua crueldade e agressão.

Crocodilo de Água Salgada

Crocodilo de Água Salgada

7. Sydney Funnel Web  (Atrax robustus)

Com veneno altamente tóxico produzido em grandes quantidades e grandes presas para injetá-lo, a Sydney Funil Web é, sem dúvida, a aranha mais mortal da Austrália e, possivelmente, do mundo. Encontrado em New South Wales, em florestas, bem como áreas urbanas povoadas, eles escavam em locais úmidos. Elas podem passear nos quintais e às vezes cair em piscinas, embora elas não sejam tão frequentemente encontradas, podem ser bastante agressivas quando ameaçadas. Com apenas 1,5 à 3,5 centímetros grande, a Sydney Funil Web tem presas maiores do que uma cobra marrom e tão poderoso que podem até mesmo perfurar as unhas dos pés (agressiva a bichinha hein?!). O veneno tem um composto que pode atacar o sistema nervoso humano e alterar o funcionamento de todos os órgãos e, quando parte de um macho, pode matar. Uma em cada seis mordidas provoca uma reação grave, mas desde que o “antiveneno” foi disponibilizado, em 1981, não houveram mortes registradas. Também não quero nem chegar perto de usar esse tal “antiveneno”.

Sydney Funnel Web

Sydney Funnel Web

8. Blue-ringed Octopus ou Polvo de Anéis Azuis (Genus Hapalochlaena)

O polvo de anéis azuis tem sangue azul, três corações e veneno suficiente para matar 26 humanos. As mesmas toxinas nervosas injetados por um anel azul são encontrados na carne de peixe fugu – uma iguaria cara amado pelos japoneses. A ingestão de fugu, que não tenha sido habilmente preparada leva a mais internações do que o contato com o polvo. O polvo de anéis azuis “só” causou três mortes conhecidas, mas não houveram mortes desde a década de 1960 e internações hospitalares são extremamente raras.

Blue Ringed Octopus

Blue Ringed Octopus

9. Coastal taipan (Oxyuranus scutellatus)

Encontrada em em um arco ao longo da costa leste do norte da Nova Gales do Sul para Brisbane e norte da Austrália Ocidental. Elas gostam de canaviais. As Taipans Costeiras estão equipadas com as mais longas presas que qualquer outra cobra australiana (13 mm), e tem o terceiro veneno mais tóxico de todas as cobras terrestres. Extremamente nervosa e alerta, elas usam de sua defesa feroz quando são surpreendidas ou encurraladas, o “congelamento” antes de arremessar o seu corpo leve para a frente é usado para infligir várias mordidas extremamente rápidas. No entanto, elas não são geralmente conflituosas e seria muito melhor escapar de qualquer ameaça. Antes da introdução de um soro especializadaoem 1956, as mordidas da Taipan eram quase sempre fatais e causaram muitas mortes humanas. O veneno afeta o sistema nervoso e o sangue, e causa náuseas, convulsões, hemorragia interna, a destruição dos músculos e dos rins. Em casos graves, a morte pode ocorrer em apenas 30 minutos.

Costeira Taipan

Costeira Taipan

10. Common death adder (Acanthopis antarticus)

Também conhecida como Death Adder South, esta é encontrada no leste da Austrália (com exceção do extremo norte e sul), no sul da Austrália do Sul e Austrália Ocidental. Essa cobra costuma atacar sua presa por emboscada permanecendo imóvel, escondida na serapilheira, areia ou cascalho, contraindo-se desde  final de sua cauda para atrair presas. Ao contrário de outras cobras que fogem de aproximar dos seres humanos, essas podem ser encontradas na vegetação rasteira. As causas mais comuns de morte são relacionadas às pessoas que estão propensas a se sentarem na vegetação e podem acabar correndo o risco de pisar nessas lindas criaturas, tornando-as mais perigosas. Elas são relutantes em morder a menos que realmente tocadas. Cerca de metade das picadas de Death Adder são fatais  antes da introdução do soro. O veneno contém um tipo de neurotoxina que provoca a perda da função motora e sensorial, incluindo a respiração, resultando em paralisia e morte.

Common Death Adder (Acanthophis antarcticus)

Common Death Adder
(Acanthophis antarcticus)

E aí? Bora conhecer esses “bichinhos” tão fofinhos em loco? #PartiuAustrália Fonte: Australian Geographic